Encontros Internacionais de Jazz de Coimbra - 28, 29 e 30 de Maio 23h

Hiperligações para esta mensagem

Martin Küchen - saxofone alto
Magnus Broo - trompete
Johan Berthling - contrabaixo
Mats Äleklint - trombone
Mattias Ståhl - vibrafone
Kjell Nordeson - bateria

Apoio Embaixada da Suécia

Nota
Concerto gravado para posterior edição discográfica na JACC Series

Bilhetes:
Pontual: €5 (preço único)
Fim-de-semana: €10 (preço único; bilhete válido para os três after-hours do primeiro fim-de-semana)

Link
Angles sextett myspace

23 de Maio 23H - NORMAN

Hiperligações para esta mensagem


Norberto Lobo-GUITARS.vocals
Manuel Lobo-KEYBOARDS.vocals
João Lobo-DRUMS.PERC. vocals

Na altura em que celebram 10 anos de existência, os NORMAN fazem uma pequena Tour por Portugal estando já assegurada a sua passagem pelo Salão Brazil.

Entrada 5€

Links: MYSPACE, yahoo_evento, last.fm_evento

22 de Maio - Put some... apresenta Matt Elliott

Hiperligações para esta mensagem
"A grande referência deste singular escritor de canções, que nos anos 90 fundou os Third Eye Foundation, continua a ser a tradição de certos autores britânicos, mas nas suas letras e melodias também se escutam muitas histórias da música popular continental." in Time Out

Entrada 7,50€

Links: SITE, yahoo e last.fm

5ª Sessão JACC- Quark! | 16 de Maio de 2009 21h30

Hiperligações para esta mensagem
NOBUYASU FURUYA TRIO

NOBUYASU FURUYA - saxofone tenor, clarinete baixo e flauta
HERNÂNI FAUSTINO - contrabaixo
GABRIEL FERRANDINI - bateria

Japonês de nascimento, mas presentemente a viver em Lisboa depois de uma estadia em Berlim, Nobuyasu Furuya veio agitar as águas da cena jazzística e improvisada portuguesa com o seu sopro ora extremamente possante (algures entre Archie Shepp e Peter Brotzmann), ora controlado com um rigor implacável (o mesmo das cerimónias de chá, das árvores bonsai e dos jardins de pedra tipicamente nipónicos), nos seus três instrumentos de eleição: o saxofone tenor, o clarinete baixo e a flauta. Interessou-se pela música clássica otomana, que estudou na Turquia. Por cá, teve muito aplaudidos encontros com três dos mais internacionais praticantes da improvisação, Carlos "Zíngaro", Ernesto Rodrigues e Rodrigo Amado, mas foi com o contrabaixista Hernâni Faustino e o baterista Gabriel Ferrandini que formou o trio que ora seapresenta. Com tais músicos na secção rítmica, conhecidos pelo impacto das suas prestações, o seu propósito é claro: mostrar que a "new thing" nascida na década de 1960 ainda não morreu!

Entradas
€5 (bilhete normal)
€3 (estudante)


yahoo e last.fm
..